Capa do livro

Mitopoemas Yãnomam

concepção Emilie Chamie ; pesquisa e fotografias Claudia Andujar

Em 1974, a fotógrafa Cláudia Andujar completou uma documentação sobre os índios Yãnomam, no território de Roraima, na região do médio e alto rio Catrimani. A fotógrafa, em seguida, ampliou o seu trabalho, solicitando dos indígenas desenhos de seu habitat, bichos e objetos de seu mundo. Os indígenas ignoravam o uso de lápis (hidrográficos no caso) e papel. Diante de estímulos visuais e com adestramento elementar, três deles (os índios Koromani Waica, Mamokè Rorowè e Kreptip Wakatautheri) passaram a projetar visualmente personagens e situações de seu espaço mítico. À medida que terminavam os seus desenhos, os descreviam verbalmente. Essas descrições reconstruiam aspectos e fragmentos fundamentais de uma cosmogonia Yãnomam. As descrições orais foram gravadas e traduzidas pelo missionário Carlo Zacquini, I.M.C., que vive com os Yãnomam, há mais de dez anos.

A fusão de palavra oral e desenho resultou em poemas e mitos ou mitopoemas. (...)

(FONTE: a publicação)

Identificação
Título
Mitopoemas Yãnomam
Tipo de Publicação
Cidade de Edição
Estado de Edição
País de Edição
Editora
Ano de publicação
1978
Número de Páginas
1 vol. não paginado
Idioma
Ficha Técnica
Autoria (Fotografia)
Autoria (Texto)
Projeto Gráfico
Impressão
Outros
Forma Física
Largura (cm)
40,5
Altura (cm)
28
Tipo de capa
Dura com sobrecapa
Tipo de encadernação
Brochura
Conteúdos
Notas de Conteúdo

Contém textos e ilustrações de Koromani Waica, MAmokè Rorowè e Kreptip Wakatautheri.

Notas de idioma

Textos em português, inglês e italiano.

Assuntos Fotográficos
Assuntos Gerais
Referências Externas
Acervo Consultado
A+
A-