Kumurõ : banco Tukano

texto Aloisio Cabalzar ; fotografias Rosa Gauditano

Um dos vinte povos que vivem no noroeste amazônico, os índios tukano dizem que o homem desajuizado não sabe se sentar. Não possui um banco, não encontra um lugar para pensar sentado. Daí o simbolismo que o objeto carrega. O livro conta a história do banco, esculpido em um único bloco de madeira e exclusivamente por homens. A publicação apresenta uma rica coleção de fotos que revela as etapas desse minucioso trabalho artesanal. 

(FONTE: site da editora)

Identificação
Título
Kumurõ
Subtítulo
banco Tukano
Tipo de Publicação
Cidade de Edição
Estado de Edição
País de Edição
Editora
Ano de publicação
2015
Número da Edição
2. ed.
Número de Páginas
64 p.
Idioma
Ficha Técnica
Autoria (Fotografia)
Autoria (Texto)
Projeto Gráfico
Impressão
Forma Física
Largura (cm)
10,5
Altura (cm)
15
Tiragem
1.000
Tipo de capa
Flexível
Tipo de encadernação
Brochura
Conteúdos
Notas gerais

Outras edições:
1. ed.: 2003
2. ed.: 2015

Assuntos Fotográficos
Assuntos Gerais
Referências Externas
URL
A+
A-